Como usar trafego pago?

Como usar trafego pago

Como usar trafego pago? Para obter bons resultados, um negócio digital deve contar com estratégias integradas de marketing, capazes de atrair leads e ampliar as taxas de conversão no site. Afinal, de nada adianta lançar um produto ou marca na Internet, sem que os usuários possam encontrá-los com facilidade e sejam impactados por aquela oferta. Nesse sentido, o tráfego pago é uma excelente ferramenta para aumentar a visibilidade do seu empreendimento em pouco tempo.

O que você verá neste artigo:

Muitos empreendedores desconfiam da necessidade de investir em anúncios pagos e por isso optam por concentrar os esforços de marketing no tráfego orgânico. Ainda assim, as campanhas pagas representam vantagens importantes em curto prazo, e é sobre elas que falaremos a seguir. Siga a leitura e saiba como investir de maneira inteligente e ganhar destaque nas plataformas de anúncios!

O que significa tráfego pago?

O tráfego de um site nada mais é do que a quantidade de acessos àquele endereço. Existem alguns fatores avaliados pelo Google para ranquear as melhores páginas da web, como o tempo de permanência dos usuários no site. Sendo assim, para se manterem competitivos, os negócios online precisam oferecer soluções atraentes para as principais dúvidas e necessidades de seu público.

No caso do tráfego pago, a otimização dos mecanismos de busca é feita por meio de campanhas pagas e muito bem estruturadas. Utilizando palavras-chave corretamente, textos e imagens, os empreendedores digitais conseguem ampliar significativamente a visibilidade de sua marca.

Qual a diferença para o tráfego orgânico?

No tráfego pago os empreendedores investem dinheiro na construção de anúncios e os resultados são imediatos. Já no tráfego orgânico, os acessos ao site são obtidos por meio de pesquisas espontâneas feitas na web. Apesar de ser uma forma de gerar autoridade e engajamento do público, a produção de conteúdo em blogs e redes sociais precisa ser constante e qualificada, o que demanda tempo e pesquisa. Por isso, uma boa consultoria SEO é ideal na hora de definir uma boa estratégia de marketing. Saiba mais sobre a diferença entre Tráfego pago e tráfego orgânico.

Por que investir em tráfego pago?

São muitas as vantagens de adotar fontes de tráfego pago. Conforme já mencionamos, o tempo necessário para lançar uma campanha é muito menor do que o envolvido no planejamento de marketing de conteúdo. Porém, a estratégia paga oferece ainda mais vantagens para o seu negócio, como:

  • Impactar de forma rápida leads que já estejam na última fase do funil de vendas;
  • Desenvolver ações direcionadas ao público que já foi atraído pelas campanhas, aumentando as taxas de conversão;
  • Melhorar a reputação do site perante o algoritmo do Google.

A melhor parte é que os investimentos não precisam ser tão altos no primeiro momento. Basta compreender melhor como funcionam os diferentes métodos de investimento nas plataformas. Falaremos mais sobre isso no tópico a seguir.

Como funcionam os anúncios pagos?

As ferramentas de campanhas funcionam como um sistema de leilão entre os anunciantes. Isso significa que qualquer pessoa que crie um anúncio deve fazer um lance sobre o mesmo, para que então as ferramentas avaliem esses valores e organizem os resultados que aparecerão primeiro nas buscas.

Existem dois modelos de investimento em anúncios: CRM e CPC. Entenda!

CRM (custo por mil impressões)

Baseado no número de vezes que os usuários veem o anúncio. Nesse caso, você será cobrado pelos milhares de visualizações. Aqui, vale ressaltar que nem toda visualização acaba em clique, por isso cuidado para não investir sem que ocorram visitas ao site.

CPC (custo por clique)

Nesse método você pagará pelo número de cliques no anúncio. Ótimo para quem sabe exatamente o quanto deseja gastar nas campanhas, já que as ferramentas permitem definir um valor máximo por clique que não estoure o orçamento.

Quando utilizar?

Caso seu negócio ainda esteja na fase de consolidação, você pode tirar proveito do tráfego pago em ações específicas, aliando a estratégia ao marketing de conteúdo. Por exemplo, você pode criar anúncios para lançamentos de produtos e materiais ricos, e promoções ocasionais no site.

Quais as principais fontes de tráfego pago?

Atualmente existem muitos sites e plataformas para gerar anúncios. O Google Ads é, sem dúvidas, o mais utilizado em negócios digitais. A ferramenta oferece importantes vantagens como o CPC, testes com variações de palavras-chave e call to action, e métricas para acompanhar o desempenho das campanhas.

Outra fonte utilizada é o Facebook Ads, que além de possibilitar anúncios com fotos e vídeos, permite segmentar o público atingido. Entre as demais plataformas podemos citar:

  • YouTube Ads;
  • LinkedIn Ads;
  • Taboola.

 

Dicas para criar campanhas

Por fim, separamos algumas dicas para investir da maneira certa nessas ferramentas. A primeira delas é conhecer as dores da persona para definir a linguagem certa e os melhores canais para divulgação. Outro detalhe importante é criar campanhas verdadeiras, fugindo das promessas milagrosas que aumentam a taxa de rejeição. Você ainda pode utilizar técnicas de copywriting e gatilhos mentais para fisgar leads mais exigentes.

Viu só como vale a pena investir — ainda que em valores mais baixos — nas campanhas de tráfego pago? Você não precisa se ater exclusivamente à produção de conteúdo para aumentar a visibilidade de seu site. Para obter resultados imediatos, a compra de tráfego é a melhor solução para o seu negócio. Estabeleça metas claras, conheça seu público e, se possível, conte com uma boa consultoria SEO para ajudá-lo a se posicionar melhor no mercado digital.

Gostou deste conteúdo? Então, não deixe de entrar em contato conosco para conhecer melhor nossos serviços de consultoria SEO. Será um prazer ajudá-lo no que precisar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *